Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

Vamos falar de pés!

via

 

Costumo dizer que uma pessoa pode estar linda e maravilhosa, super bem vestida e elegante, mas se lhe doerem os pés... o cenário muda todo de figura. E não estou só a falar das situações em que essas pessoas estão a usar saltos altos!

 

Os nossos pés, por maiores ou mais pequenos que sejam, aguentam muito durante durante o dia. Calçado apertado, horas de pé, pisadelas, calçado e meias de qualidade mais ou menos dúbia, tropeços e pontapés no dia-a-dia. E quando finalmente terminam a sua função são mais ou menos esquecidos. Mais ou menos, porque as pessoas não são todas iguais! 

 

Até que chegam os primeiros dias mais quentes (e gostava de saber onde andam os dias quentes!?) e lembramo-nos de cuidar deles porque vão ficar mais expostos. Eu sou, ou quero acreditar que era, uma das pessoas que lhes dá pouca atenção. Creme de corpo ainda vou pondo, uma pessoa sente a pele seca e age, mas nos pés...

 

Recentemente tive de "visitar" um podologista que a determinada altura me diz "olhe que se lhe disserem que você tem uma micose nas unhas não é verdade! Você tem é as unhas secas!". Aparentemente as riscas nas unhas são coisas normais, mas quando essas risquinhas são demasiado esbranquiçadas... a unha está seca! E foi aí que olhei para elas com mais atenção e percebi que era verdade. Mesmo quando ponho creme nos pés são os calcanhares os privilegiados, não as unhas. 

 

Mas isso agora mudou! Por recomendação da podologista comprei o creme Xérial 30 da SVR. Diz ela que os cremes para os pés devem ter sempre 30 a 50% de ureia. O que eu usava de vez em quando tinha no máximo 10.

 

Ainda só usei três dias mas já comecei a ver resultados: calcanhar mais macio e unhas mais brilhantes e lisas. Coloco o creme à noite com uma massagem suave e, no dia seguinte, quando acordo ainda sinto os pés hidratados. 

 

Espero conseguir manter este hábito e passar a fazer parte daquele grupo de pessoas disciplinadas e hidratadas... até porque os pézinhos merecem! 

 

 

 

 

 

3 comentários

Comentar post