Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

Sei o que fizeste o mês passado - Fevereiro e Março

via

 

O mês de Março foi qual montanha russa! Umas coisas atrás das outras. E, como diz o ditado… algumas ficaram para trás… O facto do Carnaval ser em Março e a Páscoa no final de Abril não ajudaram em nada, parece que o tempo andou descompassado. O resumo do mês de Fevereiro foi uma das coisas que ficaram para trás… mas vamos recuperar isso hoje! Hoje o resumo é dos dois meses: Fevereiro e Março.

 

Fevereiro

  • Finalmente fui ao Bingo e risquei uma coisa da lista!
  • O concerto Snow Patrol também foi muito bom e um óptimo presente de Natal!
  • Fevereiro foi o Mês das Cartas (e dos postais) o que deixou muitas caixas do correio felizes
  • E também foi o mês do grande desafio #28diasadestralhar (destralhei 213 em 406 coisas mas foi muito bom! Entretanto já destralhei mais 20 e o processo continua)
  • Andei a preparar lista das 41 coisas que este ano foi ligeiramente mais difícil de completar…
  • Leituras: recebi de presente um livro da Clarisse Lispector que comecei a ler e cuja leitura está em curso
  • Encontros com amigos e recuperar a tradição do jantar mensal com a Grupeta
  • Consegui chegar aos 1700m a nadar e depois aos 1800!
  • Coisas boas – o registo das coisas boas mantem-se e sinto que o hábito está mais enraizado! Registei 18/28 dias de coisas boas. Uma delas está aqui e outra foi uma encomenda que veio dos Açores e me deixou muito feliz!

 

Março

  • O mais importante de tudo é o meu aniversário! E tudo o que a ele e a esse dia está associado :)
  • Carreguei um bocadinho a bateria num fim de semana com amigas em Peniche
  • Fiz algo que gostava de fazer mas pensava impossível - passar a Ponte 25 de Abril a correr e verifiquei que nadar me tem ajudado imenso em termos de condição física. Fiz a Mini Maratona (7kms) e quase todos a correr!
  • Voltei a dar sangue (próxima dádiva em Agosto)
  • Houve o Lanche das Primas
  • Fui visitar a PhotoArk – exposição sobre animais em vias de extinsão
  • Finalmente comprei o livro do Nelson Mandela “Cartas da Prisão”. Até agora, muito interessante. A dar que pensar, mas interessante.
  • Deixei um livro meu num banco de jardim e fiquei a ver quem o levou – foi muito giro!
  • A minha caixa do correio foi MUITO feliz este mês com postais de aniversário e uma carta. Deixaram-me o coração quentinho!
  • Na natação… voltámos a superar a barreira! Num dos treinos nadámos 2100m e a distância por treino tem aumentado
  • Coisas boas: este mês registei mais! Lá está, o hábito está enraizado: 29/31 dias de coisas boas
  • Entra em vigor a lista das 41 coisas e para um dos pontos se realizar… o maior passo já foi dado!

 

Planos para o mês de Abril

  • Ler, Ler, Ler
  • Ir ao Teatro
  • Pôr a escrita em dia
  • Participar na Scalabis Night Race – mantenho… correr não é o meu desporto… mas…
  • Dias de férias para fazer nada e fazer qualquer coisinha!
  • Usufruir de um presente de aniversário que recebi sob a forma de enigma
  • Olhar para a lista das 41 coisas e ver quando poderei fazer o quê
  • Partilhar aqui um bocadinho de algumas das experiências que vivi em Fevereiro e Março
  • Ah! Tratar do IRS

 

Felizes os que pensam de pernas para o ar

via

 

Falei aqui, antes do Natal, de como somos "inundados" por mensagens nos telemóveis com desejos de Boas Festas. Sugeri que em vez da tradicional mensagem enviassemos postais de Natal. Fui surpreendida com alguns que recebi e fiquei muito feliz por ver que consegui converter umas quantas pessoas a esta tradição. Contudo, tenho que ressalvar uma coisa... quando as mensagens que enviamos são pensadas e vão contra a corrente... ficam! Ou então, quando são pensadas de pernas para o ar... o poema que deixo aqui hoje foi uma dessas mensagens que recebi durante o período das Festas, algures entre o Natal e o Ano Novo. E ficou guardada. É também uma daquelas a imprimir :)

 

Pensar de pernas para o ar
é uma grande maneira de pensar
com toda gente a pensar como toda a gente
ninguém pensava nada diferente

Que bom é pensar em outras coisas
e olhar para as coisas noutra posição
as coisa sérias que cómicas que são
com o céu para baixo e para cima o chão

 

Manuel António Pina

O País das Pessoas de Pernas para o Ar

1973

 

A Biblioteca das Galveias

E298D0A8-52F3-40CF-9E2E-386170A9D180.jpeg

A Biblioteca das Galveias fez 87 anos recentemente. É a minha biblioteca atual e eu ainda não a tinha visitado em condições desde as obras que “sofreu” há relativamente pouco tempo. Fui lá buscar um livro para ler nas férias e visitei o primeiro andar. De fugida consegui tirar estas fotos. Espero que vos deixem curiosos e que vos levem a visitá-lá. Eu quero voltar com mais tempo! 

1BEBA6A5-CC4A-48F6-92F3-9866398929FA.jpeg

 

7D12159F-3AB0-4958-8D86-A9CF63201141.jpeg

 

2AB9F712-D17A-4E9B-9C76-D09746052055.jpeg

 

7E490AE4-DC25-49A2-851E-5588D68A1C10.jpeg

 

81C18A90-8927-4D4F-A8CD-1F8610CDD141.jpeg

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D