Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

Resumo da matéria dada - o que quero manter em 2019

via

 

Falei há dias de um exercício de resumo do ano que passou para ver as “lições aprendidas” e o que queremos trazer para este novo ano. Fiz o exercício e agora deixo aqui as minhas notas.

 

Vou, por opção, falar apenas das coisas boas que aconteceram e que quero manter ou desenvolver ainda mais. As coisas menos boas foram importantes também, para… testar os limites… digamos. São coisas que não estão esquecidas e que sobretudo me deram como lição focar-me mais nas outras, que em vez de me tirarem energias, me alimentam! E é isso que eu quero para 2019 (e para todos os anos)!

 

E então aqui vai o resumo do meu 2018, e um la-mi-ré do que vou fazer por que aconteça em 2019:

 

  • Almocei, lanchei e jantei várias vezes com vários amigos! (boas conversas, bons momentos e boas risadas! E alguns assuntos sérios também)
  • Visitei com o meu pai uma cidade onde vou com bastante regularidade mas desta vez vimo-la com “outros olhos” e vivemo-la de outra forma
  • Viajei com umas minhas primas e passei dias bem divertidos em Barcelona
  • Com umas amigas recuperei baterias com os ares bons d'O Meu Monte no Alentejo
  • Fui à melhor festa do Ano – para mim claro! , assisti a bons concertos, dei o pontapé de saída para o piquenique da família, fui ao cinema e a um jantar de ex-alunos
  • Celebrei o meu aniversário! Duas vezes! Só porque sim!
  • Da lista das 40 coisas já risquei uma série de pontos! (novidades em breve)
  • Visitei o Aqueduto das Águas Livres
  • Fiz o exame de Espanhol
  • Vi o Blog destacado pelo Sapo e atingi o meu objetivo para 2018
  • Fiz um workshop de colagens com a Margarida Girão só porque sim
  • Participei em torneios de natação
  • Voltei a dar sangue
  • Cumpri uma mega missão destralhar!
  • Voltei a passar uma semana de férias com os primos – uma tradição a manter
  • Fiz Broas com a receita de família e a supervisão da minha Tia
  • Organizei o Primo Secreto no Natal
  • Passei o ano numa festa pequena mas muito, muito divertida! Tal como tinha desejado.
  • Comprei batons vermelhos (o vício começou em 2014)
  • Passei uma semana sem comer carne nem peixe
  • Li, mas não tanto quanto queria
  • Levei o meu pai, pela primeira vez, a um jogo da Seleção Nacional

 

Este é o meu resumo de 2018. É isto que eu quero para 2019, mesmo que sob outras formas, outros desafios e outras descobertas. Quero viajar, divertir-me, aprender, sair da minha zona de conforto, relacionar-me, continuar a usar baton vermelho, fazer algo pelos outros, mas também fazer coisas por mim. Ainda não foi desta que fiz a playlist da TSF mas… lá chegaremos!

 

 

PODCAST: By the Book – Year of Yes

via

 

Este podcast tem duas coisas que eu gosto: resume livros através da experiência prática das “protagonistas”, que o testam durante duas semanas, e fá-lo de forma divertida.

 

O livro deste episódio é o “Year of Yes” da Shonda Rhimes, mais conhecida pelas suas séries famosas (em Português O Ano do Sim é editado pela Marcador). E porque ainda estamos cheios do espírito do “Ano Novo, Vida Nova” aqui está um mais desafio para pôr em prática e testar alguns dos nossos limites.

 

O que o livro propõe, de uma forma muito resumida, é que durante o ano digamos que sim a um conjunto de coisas, tendo como orientação os seguintes “princípios”:

 

  • Dizer que sim ao que me faz sair da zona de conforto
  • Dizer que sim a mim mesmo e definir as minhas próprias regras
  • Dizer que sim ao meu corpo
  • Dizer que sim a “fazer parte do grupo/clube”
  • Dizer que sim ao jogo, à brincadeira, à diversão
  • Dizer que sim à ajuda dos outros
  • Dizer que sim a dizer que não

 

Não sei se conseguiria dizer que sim a tudo o que me aparece, até porque, de certa forma, já o faço e isso às vezes transforma-se num problema. Problema que também tem solução nestes princípios. Uma coisa que é importante reter, e está relacionada com essa solução, é que quando dizemos que sim a uma coisa estamos a dizer que não a outra. Nestes casos, o que nos ajuda a tomar decisões é saber quais são as nossas prioridades e dizer que sim à situação que as representar.

 

Fiquei especialmente surpreendida por perceber que sem ter lido o livro, e muito antes de ouvir o podcast, já andava a seguir uma série das dicas propostas (como é exemplo a minha lista das X coisas). É aliás por isso que confirmo que o facto de dizer que sim a coisas que habitualmente diríamos que não, muitas vezes, traz-nos surpresas boas e faz-nos crescer.

 

Talvez o ponto que melhor exemplifique isso seja o “dizer que sim a fazer parte do grupo”. Como? Fazer parte de um clube de leitura, participar em eventos de networking, discutir ideias com amigos, fazer parte de um grupo de corrida, organizar jantares com amigos de amigos, etc, são tudo exemplos de coisas que nos tirarão do nosso cantinho protegido e por isso… nos obrigarão a expor-nos aos outros, mostrar as nossas riquezas e deficiências e, com tudo isso, alargar horizontes.

 

Este podcast tem sempre dois episódios sobre o mesmo livro: um onde contam a experiência das duas semanas em que o põem em prática e outro onde lêem e revêem os comentários dos ouvintes. No caso deste livro recomendo que oiçam os dois. Dizem que sim a este desafio?

 

Year of Yes (44 minutos)

Epilogue: Year of Yes (32 minutos)

 

(Para quem acha que não tem tempo para isto: ouvi os dois episódios enquanto arrumava a cozinha, punha uma máquina de roupa a lavar e estendia a roupa lavada)

 

 

Quero ler mais em 2019!

via

 

Ainda esta semana trocava umas mensagens com uma amiga sobre as nossas leituras de 2018. Continuo a achar que ela leu mais que eu… ela acha que não. Mas também não fizemos o acerto de contas.

 

Essa minha amiga tem uma capacidade que me ultrapassa: consegue ler de tal maneira que passados anos ainda se lembra de pormenores, de citações e de nomes de personagens. Eu não consigo nada disso. É preciso o livro marcar-me muito para fixar esses pormenores. E por isso acho sempre que ela lê muito melhor que eu, ou melhor, que ela lê.

 

É verdade que ler em transportes públicos, durante viagens ou de forma espaçada no tempo dificulta o processo de assimilação. Talvez seja por isso que tenha lido menos este ano… esse entre outros motivos. Mas também é verdade que já pensei que quero ler mais o ano que vem, vai ser um dos meus objetivos.  

 

Entretanto, hoje ouvi um episódio do podcast Happier, da Gretchen Rubin, cujo título é “Planos para ler mais em 2019”. Nem mais! E lembrei-me de escrever este post, uma espécie de brainstorm de ideias para motivar a leitura. Aqui estão:

 

  1. Definir um número de livros que queremos ler
  2. Escolher os livros que queremos ler durante o ano. No podcast sugerem ter uma prateleira onde apenas colocam os livros que querem mesmo ler
  3. Participar num Clube de Leitura – A Maria e a Filipa criaram o Clube de Leitura Slower – estou a pensar participar
  4. Combinar com umas amigas um livro para ler durante um mês e depois combinar um encontro para falar sobre o livro. Esta ideia é baseada no filme “Do jeito que elas querem
  5. Definir períodos de leitura privilegiada (no meu caso são as férias, claramente!)
  6. Ter uma lista de “imperdíveis” ou clássicos que todos deviam ler e ir riscando à medida que vamos lendo

 

Mais alguma sugestão? Mais alguém que queira alimentar o hábito e gosto pela leitura?

 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D