Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

PODCAST: By the Book – Year of Yes

via

 

Este podcast tem duas coisas que eu gosto: resume livros através da experiência prática das “protagonistas”, que o testam durante duas semanas, e fá-lo de forma divertida.

 

O livro deste episódio é o “Year of Yes” da Shonda Rhimes, mais conhecida pelas suas séries famosas (em Português O Ano do Sim é editado pela Marcador). E porque ainda estamos cheios do espírito do “Ano Novo, Vida Nova” aqui está um mais desafio para pôr em prática e testar alguns dos nossos limites.

 

O que o livro propõe, de uma forma muito resumida, é que durante o ano digamos que sim a um conjunto de coisas, tendo como orientação os seguintes “princípios”:

 

  • Dizer que sim ao que me faz sair da zona de conforto
  • Dizer que sim a mim mesmo e definir as minhas próprias regras
  • Dizer que sim ao meu corpo
  • Dizer que sim a “fazer parte do grupo/clube”
  • Dizer que sim ao jogo, à brincadeira, à diversão
  • Dizer que sim à ajuda dos outros
  • Dizer que sim a dizer que não

 

Não sei se conseguiria dizer que sim a tudo o que me aparece, até porque, de certa forma, já o faço e isso às vezes transforma-se num problema. Problema que também tem solução nestes princípios. Uma coisa que é importante reter, e está relacionada com essa solução, é que quando dizemos que sim a uma coisa estamos a dizer que não a outra. Nestes casos, o que nos ajuda a tomar decisões é saber quais são as nossas prioridades e dizer que sim à situação que as representar.

 

Fiquei especialmente surpreendida por perceber que sem ter lido o livro, e muito antes de ouvir o podcast, já andava a seguir uma série das dicas propostas (como é exemplo a minha lista das X coisas). É aliás por isso que confirmo que o facto de dizer que sim a coisas que habitualmente diríamos que não, muitas vezes, traz-nos surpresas boas e faz-nos crescer.

 

Talvez o ponto que melhor exemplifique isso seja o “dizer que sim a fazer parte do grupo”. Como? Fazer parte de um clube de leitura, participar em eventos de networking, discutir ideias com amigos, fazer parte de um grupo de corrida, organizar jantares com amigos de amigos, etc, são tudo exemplos de coisas que nos tirarão do nosso cantinho protegido e por isso… nos obrigarão a expor-nos aos outros, mostrar as nossas riquezas e deficiências e, com tudo isso, alargar horizontes.

 

Este podcast tem sempre dois episódios sobre o mesmo livro: um onde contam a experiência das duas semanas em que o põem em prática e outro onde lêem e revêem os comentários dos ouvintes. No caso deste livro recomendo que oiçam os dois. Dizem que sim a este desafio?

 

Year of Yes (44 minutos)

Epilogue: Year of Yes (32 minutos)

 

(Para quem acha que não tem tempo para isto: ouvi os dois episódios enquanto arrumava a cozinha, punha uma máquina de roupa a lavar e estendia a roupa lavada)

 

 

Presentes de última hora... ou não :)

Ouvia no outro dia algures que sabes que é Natal quando começas a ver decorações de Natal nas lojas. Não posso concordar com isso até porque, se assim fosse, este ano era Natal desde o dia 3/10, o primeiro dia em que vi decorações de Natal numa loja numa grande superfície. 

 

Sou cada vez mais a favor de oferecer pouco mas com significado. Oferecer por oferecer não faz sentido para mim. E também sou cada vez mais a favor de oferecer presentes feitos por pessoas que dedicam a sua vida a dar vida a pequenos, ou grandes, objetos e peças. Não sei se se poderá chamar uma nova forma de artesanato, mas é sem dúvida uma nova forma de vida, para uns, e de consumo, para outros. 

 

Os presentes deste ano foram praticamente todos comprados no Mercado de Natal do Campo Pequeno, na sua maioria a pessoas que costumo encontrar noutros mercados ao longo do ano. O que é ainda mais engraçado é que de tão próximas que são essas situações, passamos a ficar também próximos destas pessoas com quem inclusivamente podemos trocar ideias, impressões, dois dedos de conversa. 

 

Vou deixar-vos aqui os links para poderem ver os trabalhos de alguns deles. Espero que gostem, e quem sabe, ainda encontram aquele presente super indicado para aquela pessoa!

Ah! Uma última nota! Eu gosto de visitar os mercadinhos e comprar mas todos eles têm venda online por isso a localização não será um problema :)

 

O beija-flor

 

Mayumiorigami

 

Feliz é quem diz

 

Alfamarama

 

 

Herbas

 

 

Rua do Mundo

 

Um Barra Um

 

 

Sonhar alto!

No Verão fui passar uma tarde com a Margarida Girão e a sua Santa das Colagens. O objetivo era passar uma tarde bem passada, divertir-me um bocadinho e estimular a criatividade. Objetivo mais que cumprido!

 

No próximo Domingo a Margarida volta a desafiar um grupo de corajosos e desta vez não é para falar de férias de sonho, viagens, retratos e auto-retratos, personagens e decoração. Desta vez a aposta está mais alta, está ao nível dos sonhos!

 

A ideia é juntar tudo o que paira nas nossas cabeças, as wishlists todas, e juntá-las a um tema que se está a aproximar a passos largos: as resoluções de Ano Novo. Mesmo os mais cépticos pensam no que gostavam de conseguir realizar no próximo ano, ou ao longo da vida, e a visualização da coisa ajuda imenso na sua concretização. Se fizerem uma pequena pesquisa vão encontrar imensas coisas sobre inspiration ou vision boards, e sobre os mais variados temas. Penso que a ideia aqui vai ser criar uma dessas ferramentas e deixar sair todos os nossos desejos para a tela com a ajuda de recortes e colagens.

 

Estou para aqui a falar e nem sei se ainda há vagas para o workshop… mas se não houver, e se houver muita procura, do pouco que conheço a Margarida, acho que ela vai encontrar mais umas horinhas só para poder deixar sair todos esses sonhos das nossas/vossas cabeças e ajudar a dar o primeiro passo para realizarmos os nossos sonhos.

 

Como sou uma naba nesta coisa das fotos, não consegui colocar aqui a que queria... por isso ... tenho que pedir que vão espreitar o Instagram da Margarida (com o link também não é assim tão difícil). Caso queiram participar no Dream Big VisionBoard enviem email para vouaprendercolagem@gmail.com .