Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

BANDA SONORA PARA O DIA DE HOJE

via

 

Na realidade esta foi a minha banda sonora de ontem. 

Sabem que eu sou fã da Playlist da TSF independentemente da pessoa convidada (euzinha continuo à espera do convite). É muitas vezes uma forma de conhecer músicas novas, recordar outras, recordar momentos e ainda ficar a conhecer um bocadinho melhor as pessoas que se expõem através das músicas que escolhem. 

 

Ontem ouvi a playlist do Ministro da Economia - Manuel Caldeira Cabral. Apesar de poder ser ligeiramente mal interpretado pelo facto de referir muitas viagens, estas fazem parte da sua vida e por isso não as deve esconder só porque é Ministro. Eu gostei muito da seleção musical que fez!

 

Foi mais uma banda sonora que me fez recordar do que uma das que me apresentam músicas novas. E dei por mim a colocar os auscultadores para poder ouvir as músicas ao som que me apetecesse e, de repente, lá estava eu a assobiar*! É uma coisa que gosto de fazer...

 

Vale a pena ouvir! O meu dia estava meio aborrecido, ou melhor, eu estava aborrecida, e ele ajudou-me a melhorar.

 

Obrigada Senhor Ministro!

 

*tenho que admitir que nalguns casos a vontade que deu foi mesmo de dançar... e ainda me abanei um bocadinho... :) 

 

 

Quem disse que violoncelo é uma seca?

 

 

Muitas vezes temos a mania de que os adultos sabem muito mais que os mais jovens e que a aprendizagem se faz sempre nesse sentido: dos mais velhos para os mais novos. Disse muitas vezes porque nem sempre é assim. Não estou a falar de valores, princípios ou regras de boa educação. Nem estou a falar de aprender artes e ofícios. Embora seja aqui que recai o post de hoje.

 

Tive o privilégio de conhecer algo novo a semana passada. Convidaram-me para um concerto de violoncelo. Pensava eu que ia a um concerto de música clássica. Nada disso. Fui conhecer os 2Cellos, uma dupla de violoncelistas novos que tocam uma data de músicas que todos reconhecemos, de bandas de música rock, latina e até a esbarrar já no metal. Tudo isso em violoncelo!

 

O concerto foi qualquer coisa de surpreendente e espetacular! Começaram por tocar bandas sonoras de filmes e depois mudaram para as tais músicas de que vos falei. Adorei! Tocaram músicas das quais gosto muito, puseram o público todo de pé a dançar e no final parecia que as duas horas tinham passado a correr.

 

Foi uma das minhas primas mais nova que me apresentou os 2Cellos e, se não fosse ela, continuava sem saber quem são eles. E isso é mais um motivo pelo qual devemos ouvir os mais novos, e também os mais velhos, para aprender mais sobre outras coisas, coisas que desconhecemos e que acabam por nos fazer felizes.

 

Obrigada Té! E C. também, claro!

Foi um fim de semana “estilográfico”!