Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

Janelas, estantes e livros

via

 

Padeço de um mal comum a muita gente, mas que poucos admitem: gosto de ver as casas das outras pessoas através das suas janelas e imaginar quem lá vive, o que fazem, os seus gostos e rotinas. Mas calma! Não pensem que me ponho a espreitar descaradamente, não! Passo e vejo as janelas. Normalmente o que vejo até são os candeeiros, quadros, espelhos de parede e estantes… E foi por causa das estantes que começou esta conversa!

 

Sempre que vejo casas com estantes de alto a baixo, de linhas direitas e com um ar arejado, cheias de livros bem ordenados e com ar de biblioteca, livros e objetos com significado… sempre que vejo isso, imagino a biblioteca que sempre quis de ter.

 

Tenho como sonho ter uma parede forrada com umas prateleiras como essas. Prateleiras onde coabitam livros e memórias. Prateleiras onde estão os livros que todas as bibliotecas devem ter: uns quantos clássicos, alguns dos que lemos quando éramos crianças, os que lemos em determinada altura da nossa vida e que por algum motivo nos marcaram. Os nossos livros.

 

Há uns tempos para cá comecei a fazer aquilo que pensava ser impensável: comecei a dar alguns dos meus livros. O primeiro li-o nas férias e enviei-o a uma amiga. Depois de o ter feito pareceu-me mais fácil esta coisa de me desapegar dos livros. Mas não de todos. Há aqueles que estão sempre à espera das prateleiras de alto a baixo e com ar arejado.

 

E conto-vos tudo isto porque dentro em breve vou dar mais uma volta à minha estante e separar os livros que não me dizem assim tanto. Irei fazê-lo novamente para que possam fazer outras pessoas felizes. A Boutique da Cultura abriu em Carnide, em Fevereiro, é uma livraria solidária e dentro em breve o destino de alguns dos meus livros. 

 

 

2 comentários

Comentar post