Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

Ser melhor do que no dia anterior

via

 

Comecei a escrever este post ao som de “when you’re smiling” do Louis Armstrong. Embora aparentemente não tenha nada a ver como o tema… nadar é coisa que me faz sorrir, mesmo nos dias em que estou mais cansada! Estando esta música no grupo das “músicas bem dispostas” pareceu-me uma boa introdução.

O mês passado tinha em mente superar os 2000m de nado. E superei! Um dia cheguei aos 2400! Verdade que foi numa aula mais longa, mas o importante, neste caso, era superar a distância.

Nunca gostei que me dissessem “não consegues” isto ou aquilo. O simples facto de me dizerem essa frase dá-me logo vontade de fazer só para mostrar que consigo (embora seja fundamental que tal desafio me faça sentido). Outra das minhas características é que prefiro ter de me esforçar mais, ser a pior nalguma coisa para poder melhorar, do que sentir que não há desafio ou espaço para melhorias. Muitas vezes é duro, mas acho muito mais motivador.

Aconteceu isto quando andava no espanhol, por exemplo. Nalguns temas precisava de me dedicar mais que os meus colegas, porque eles começaram desde o b-a-bá e eu decidi entrar no nível mais acima que podia. Acontece isto agora na piscina. Não sou a melhor da minha turma, mas quero melhorar, e por isso esforço-me sempre por conseguir resistir mais um bocadinho no final de cada aula, fazer mais um esforço para fazer este ou aquele exercício (excepto mergulhar), nadar mais uns metros, superar-me sempre em todos os treinos.

E isso levou-me a participar numas aulas onde sou claramente o elo mais fraco! Custa! No primeiro dia… nem vos digo… foi desafiante física e psicologicamente. Mas como em tudo… queria conseguir e consegui! E mais: vou repetir!

Ter objetivos é mais ou menos como ter um mapa: ajuda-nos a decidir o caminho a seguir! Sabemos o que fazer, ou não fazer, e sabemos para onde querermos ir! Hoje saiu um artigo no Observador sobre porque é que as empresas devem contratar atletas. Estou longe de ser atleta olímpica. Nunca fui e nunca vou ser. Mas concordo muito com o que o Diogo aqui escreve, quando procuramos ser melhor do que no dia anterior, todos ganham! E, voltando ao início deste texto… quando fazemos o que gostamos, quando nos superamos, quando conseguimos alcançar um objetivo… sorrimos!

 

 

2 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D