Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

Aos meus terroristas favoritos - os meus primos!


É estranho que nada disto abra um telejornal, mas os terroristas invadiram as praias. Habitualmente, não actuam através de células. Não dispõem de apoio logístico. Agem de forma solitária. E movimentam-se com tamanho à-vontade que se torna impossível detectar movimentos suspeitos que eles protagonizem e que nos permita antecipar um novo ataque, por exemplo. Tudo leva a crer, nenhum deles consta nas listas de "mais procurados", referenciados pelos serviços secretos. E, de forma surpreendente, são de baixa estatura, actuam como se fossem banhistas e, nos casos mais desconcertantes, fazem-se acompanhar duma bola de Berlim. Seja como for, pela forma como os pais, ou algum dos seus familiares, lhe chama tão prontamente "terrorista", haverá neles características que os tornam, aos olhos de quem os conhece, facilmente identificáveis.

Estes pequenos "terroristas" não pertencem a uma associação criminosa. Nem são uma ameaça a pessoas e bens. Ou à própria segurança nacional. Não exigem medidas de excepção nem grupos de operações especiais. E, regra geral, alguns deles, são nossos filhos!

Quando muito, "terrorista" está associado a um estar, todo ele muito amigo do bicho-carpinteiro, que implica saltar ondas. Fazer castelos de areia. Tomar banho até ficar engelhado de frio. Ficar-se muito próximo dum "croquete". Parecer que não se pára de comer. Jogar à bola, procurar umas raquetes e saltar, saltar, saltar. Fazer várias rondas perguntando a cada um dos familiares: "Queres brincar comigo?". E viver com uma excitação fora do vulgar uma situação toda ela fora do vulgar como aquela que representa ter a mãe e o pai juntos, disponíveis para brincar. E mais uns quantos familiares que, habitualmente, se vêem, ao longo do ano, unicamente, por videochamada.

Por mais que não pareça, "terrorista" acaba por ser uma forma terna dos pais dizerem que uma criança cansa só de a verem movida por um entusiasmo infatigável. Sobretudo, quando querem "trabalhar para o bronze" ou anseiam por se deliciar com uma leitura, sem “ondas”. Ou desejam muito estar centrados nos seus pensamentos. Ou, simplesmente, estar ao sol, quietos e calados. Por 5 minutos! Vendo por aqui, é claro que os pais sentem que o seu descanso é "sabotado" a cada minuto que passa. E aqueles furacões de 3, de 4 ou de 5 anos "aterrorizam" quaisquer férias a pensar no descanso.

 


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D