Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

Sempre as pequenas coisas

Recebi um email de uma amiga com a seguinte mensagem "Este post poderia ter sido escrito por ti...". Não fosse o facto de o meu pai não ser nada dado à pesca e quem sabe não poderia mesmo ter sido eu. E porque gostei muito do texto partilho-o aqui. 

 

"« A felicidade é um segredo paciente. » Todos os dias procuro ser feliz. E a felicidade que procuro está nas pequenas coisas, nos sorrisos que vejo nos rostos dos outros, na possibilidade de ajudar uma amiga. Está na alegria de poder contemplar o céu azul ou uma árvore cheia de flores num dia de Primavera. Está num presente que envio a amigos que estão longe ou num telefonema a quem não vejo, há algum tempo. Está na alegria e entusiasmo com que preparo os sacos ou as etiquetas para as lembranças de Páscoa. Está no carinho com cozinho uma refeição para a família ou um almoço a dois.

 

Quando fazemos os outros felizes, somos nós, também, muito mais felizes. A nossa felicidade depende das relações, dos laços que fazemos com os outros. O modo como cultivamos as nossas amizades determina os nossos níveis de felicidade. Quantas vezes não ficámos muito mais bem dispostos depois de uma conversa com uma amiga que encontramos por acaso num café ou numa viagem de Metro? Ou quando conhecemos uma pessoa nova, que nos abre horizontes e nos ajuda a crescer? Falar com os outros é tão bom!

 

O primeiro passo, para sermos todos mais felizes, é aprendermos a valorizar, a guardar no coração as coisas boas. As coisas boas que cada dia nos oferece têm que se sobrepor àquelas que são menos boas. O segredo para sermos felizes é valorizamos os acontecimentos bons do nosso dia-a-dia. É darmos graças pelas coisas boas que nos acontecem, por mais pequenas que sejam. Agradecer.

Quando agradecemos, reconhecemos que a nossa vida é boa. Que temos sorte. Que coisas boas também nos acontecem, a nós, todos os dias. Uma das coisas que agradeço, todos os dias, é ter uns pais que me ajudam, que olham por mim, que tentam mimar-me com pequenas coisas. Isto é tão precioso para mim! O pargo da receita de hoje foi pescado pelo meu pai."

 

E já agora deixo também a receita do Pargo assado no forno com bacon do Cinco Quartos de Laranja.
Sugestão para o fim de semana!