Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

Desafio do mês – Janeiro

 

Usar apenas uma mala pequena

 NEW IN - Winter Bloom - Women na Massimo Dutti online. Entre agora e descubra a nossa coleção de Winter Bloom - Women de outono inverno 2016. Elegância natural!:

via

As malas ou carteiras das senhoras são como um triângulo das Bermudas. Muitas vezes o que entrar… desaparece. No meio dos milhares de coisas que acabamos por carregar diariamente. Decidi que em Janeiro iria dedicar-me a tentar superar um desafio… usar apenas uma mala pequena. E quando digo “pequena” quero dizer 20x16x8 cms.

 

E agora que o mês está a chegar ao fim… aqui está o veredito final… Prova SUPERADA!

 

Consegui andar o mês todo com uma mala pequena, alguns dias foram mais desafiantes que outros, mas de forma geral, correu tudo muito bem!

 

Aqui estão umas considerações finais:

  • Não precisamos, ou não mexemos, na maioria das coisas que temos na mala. Reduzi substancialmente o número de coisas e mesmo assim, uma delas nunca foi aberta.
  • Quando usamos uma mala pequena tudo passa a ser relativo: a carteira deve ser pequena e ter apenas o fundamental, os cartões de todas as lojas e mais algumas onde vamos uma vez por ano passam a ficar em casa, o bloco de notas passa a ser mais pequeno, o número de canetas que temos connosco também é pensado (quem me conhece sabe que eu ando sempre com mais do que uma caneta… é uma espécie de vício).
  • Bolsa de maquilhagem, garrafa de água, chapéu de chuva, livros, luvas, e afins… tudo é equacionado e passa apenas a caber na mala se tivermos sido masters no Tetris. E mesmo assim… há coisas que pura e simplesmente não cabem! Ponto. Houve dias mais complicados e por isso tive que recorrer a um tote bag. O que também não foi mau de todo porque se tivesse que sair a meio do dia ou se quisesse, podia deixar no escritório e por isso não carregar esses produtos comigo.
  • Uma coisa muito positiva é que realmente deixamos de carregar o mundo às costas na eventualidade de precisarmos de alguma coisa, ou de estarmos muito tempo à espera de transportes, ou de uma consulta, ou de alguém para lanchar. E tudo passa a ser visto e feito em perspetiva e globalmente acabamos por nos sentir melhor.

 

O próximo desafio já está a ser preparado. Ia passar o mês de Fevereiro sem beber Coca-Cola. Não que beba muita mas… queria reduzir. Mas ainda não vai ser desta. Em Fevereiro vou Destralhar!

2 comentários

Comentar post