Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

Basta começar a usar!

via

 

Há uns tempos li um post num blog sobre usar o "serviço", aquele conjunto de pratos que estão normalmente guardados no armário e só vêem a luz do dia em ocasiões especiais. E hoje ouvi um podcast que me relembrou isso e me inspirou a escrever este post.

 

Todos temos em nossas casas coisas guardadas para usar em ocasiões especiais. Ou pior ainda, há espera da ocasião especial, do dia, do evento, do momento ou do motivo. O pior é quando essa ocasião, dia, evento, momento ou motivo não aparece e as coisas se acabam por estragar. Porque isso pode acontecer! 

 

E são mesmo muitas coisas que guardamos nessas condições: roupa, acessórios, jóias, loiça, aquela toalha de mesa de linho, ou os lençóis bordados, o caderno bonito onde vamos registar as férias de sonho que vamos programar sabe Deus quando, a caneta que vamos usar para assinar um contrato maravilhoso, seja de trabalho ou da compra de casa, ou outra coisa qualquer, como os autografos no livro que queremos escrever. Podíamos até usar essa caneta para começar a escrever no tal caderno bonito. Quem sabe até começar a escrever o tal livro. Depois temos ainda a secção de cremes e companhia limitada: espumas de banho, aquele creme que adoramos mas só usamos em dias especiais, o baton vermelho dos casamentos, o verniz de cor apelativa, e todo um conjunto de habitantes do armário da casa de banho.

 

São muitas coisas. Muitas delas até acabamos por nos esquecer que temos. Sempre à espera daquele dia especial. Se formos a ver é mesmo esse o motivo. Estamos sempre à espera do dia que há-de vir. E se fizermos do dia de hoje esse tal dia!? E se fizermos com que, de uma maneira ou outra, todos os dias sejam um bocadinho mais especiais só porque acendemos aquela vela que temos em cima da mesa, porque decidimos usar os brincos que a nossa avó nos deu, sem medos, porque vestimos aquele vestido que nos faz sentir a mais gira da rua, ou pomos a nossa gravata da sorte - no caso dos meus caros leitores, ou apenas e só porque usámos aquele creme de mãos que a nossa amiga nos ofereceu. 

 

São muitas coisas e são muitas coisas pequenas, na maioria das vezes. Mas são essas mesmas coisas que podem mudar ligeiramente o nosso dia, para melhor. E é muito simples, basta começar a usar! Sem medos!

 

 

1 comentário

Comentar post