Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

Edição Limitada

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito”. Clarice Lispector

Ainda temos um mês!

via

 

Podemos dizer que neste momento a perspetiva que se tem das coisas, copo meio cheio ou meio vazio, é bastante importante. Eu acho que ainda temos um mês! Mas de certeza que há quem leia isto e diga "já só falta um mês...). Vou falar-vos do que ainda estamos a tempo de fazer para acabar bem este ano e começar 2018 já com uma perspetiva otimista.

 

  • Organizar as nossas contas e fazer um orçamento cuidado para chegarmos ao final do mês, e do ano, financeiramente tranquilos. Rever os nossos planos de poupança, pensar bem os presentes que queremos oferecer e considerar alternativas mais económicas aos "montes" de jantares e festas de Natal que aparecem. 
  • Para quem definiu resoluções e objetivos para 2017 logo no início do ano está na altura de fazer um balanço. Mas em vez de nos focarmos só naquilo que não fizemos, acho que o melhor é pensarmos em tudo o que conseguimos alcançar. Algumas das coisas se calhar nem esperávamos que acontecessem. E quando começarmos a pensar no que queremos de 2018... lembrar para não esquecer: Keep it simple!
  • Algumas das resoluções e objetivos costumam estar relacionadas com hábitos. Que hábitos é que adquirimos e qual o hábito que teima em não deixar que o consigamos adquirir? Se calhar podemos começar já hoje a mudá-lo!  
  • Ainda temos um mês, por isso o melhor é aproveitá-lo para fazer mais qualquer coisa que queiramos ver na nossa vida. O que custa mais é sempre dar o primeiro passo. Sabemos qual é? Então siga! 
  • E dos nossos projetos, o que ainda podemos fazer para completar algum ou para o fazer avançar? Não esquecer aquele gostinho a felicidade ao riscar coisas da nossa lista
  • Para os que acham que já só temos um mês e por isso não dá para fazer tudo direitinho por isso o melhor é não fazer nada... feito é melhor que perfeito!
  • Acabamos também por voltar sempre à missão destralhar. Destralhar mais um bocadinho para começar o ano com menos stress.
  • E no que diz respeito a acabar o ano e começar o próximo, se encontrámos um sistema de organização pessoal que nos ajude, óptimo. Se não, ainda vamos a tempo de testar mais um formato ou uma ideia. 
  • De todas as coisas que fomos vivendo ao longo dos últimos 12 meses, o que é que nos deixou felizes? Não sabemos? Não conseguimos lembrar-nos? Então ainda temos o mês de Dezembro para identificar e registar. A partir de Janeiro só temos que ir replicando essas mesmas coisas.
  • E agora a sugestão que eu acho que faz mesmo com que terminemos bem o nosso ano: Onde e como é que eu quero começar 2018? A resposta a esta pergunta é que vai ajudar a planear a passagem de ano. É pensar nisso e fazer planos nesse sentido.

 

Mais alguma sugestão para aproveitar o mês que ainda temos pela frente?